Paróquia São João Batista - Fátima
 
Notícias em Geral
 
Notícias Relacionadas
09
Dez
Papa reitera que a Igreja é mãe, não museu

Em 09/12/2014

Papa reitera que a Igreja é mãe, não museu

Francisco disse que não serve uma “Igreja de museu”, mas sim a Igreja que é mãe e busca os filhos que se afastaram


A alegria da Igreja é ser mãe, procurar as ovelhas perdidas. Esta foi a reflexão central do Papa Francisco na Missa desta terça-feira, 9, na Casa Santa Marta. O Pontífice destacou que não serve uma “Igreja de museu”, pois não adianta uma organização perfeita se a Igreja é triste e fechada, não é mãe. Com essa meditação, o convite foi para que os cristãos sejam alegres com a consolação da ternura de Jesus.


Abrir as portas à consolação do Senhor. Francisco partiu da Primeira Leitura do dia, em que o profeta Isaías fala do fim da tribulação de Israel depois do exílio na Babilônia.  Ele explicou que o povo precisa do consolo que vem de Deus, mas muitas vezes é desconfiado e acomodado nos próprios pecados e acaba fugindo dessa consolação.


Segundo o Papa, a consolação mais forte é aquela da misericórdia e do perdão. Ele lançou novamente o convite para que os fiéis se deixem consolar por Deus e, mencionando o Evangelho do dia, recordou a parábola da ovelha perdida.


“Assim como uma pessoa é consolada quando sente a misericórdia e o perdão do Senhor, a Igreja faz festa, fica feliz quando sai de si mesma. (…) A alegria de sair para buscar os irmãos e as irmãs que se afastaram: esta é a alegria da Igreja. Ali a Igreja se torna mãe, se torna fecunda”, disse.


Francisco explicou que, quando a Igreja não age dessa forma e fica fechada em si mesma, falta alegria e paz, mesmo se ela estiver bem organizada, com um organograma perfeito, com tudo limpo e no lugar.


“Torna-se uma Igreja desconfiada, ansiosa, triste, uma Igreja que tem mais de solteira que de mãe e esta Igreja não serve, é uma Igreja de museu. A alegria da Igreja é dar à luz, é sair de si mesma para dar vida, é buscar aquelas ovelhas que estão perdidas, a alegria da Igreja é justamente aquela ternura de pastor, ternura de mãe”


Na conclusão da homilia, o Papa pediu a Deus a graça dos cristãos trabalharem e serem alegres na fecundidade da Igreja e de não caírem nessas atitudes de tristeza, desconfiança, impaciência. “Que o Senhor nos console com a consolação de uma Igreja mãe que sai de si mesma e nos consola com a consolação da ternura de Jesus e a sua misericórdia no perdão dos nossos pecados”.


Fonte: Canção Nova

Compartilhe está Notícia
Indique a um amigo
 
 
Paróquia São João Batista - Fátima
Rua Miosotis, 145 - Fátima - Joinville/SC
(47) 3436-3997 paroquia@saojoaobatistadofatima.com.br

Copyright © 2019 Paróquia São João Batista - Fátima . Todos os direitos reservados.